Tipos de Mangueiras de Jardim: Saiba Como Escolher!

Tipos de Mangueiras de Jardim: Saiba Como Escolher!

As mangueiras de jardim são utensílios utilizados, principalmente, na parte externas das residências para uma boa manutenção dos jardins. Elas são as opções ideais para aguar gramados, plantas e também auxiliar na limpeza de áreas de lazer e quintal.

A maioria desses locais possuem grandes dimensões, o que dificulta o uso das mangueiras comuns que dispõem de pouca metragem e resistência. Já com as mangueiras de jardim o que acontece é totalmente o oposto, uma vez que é possível achar alternativas com mais de 100m de comprimento.

Mas você sabia que a extensão não é o único fator a ser levado em conta na hora de escolher uma mangueira? Existem outros pontos a serem observados na hora da compra, que vão desde os tipos disponíveis até a pressão que varia de produto para produto.

E para que você acerte em cheio no momento da aquisição, nós preparamos um guia completo sobre as mangueiras de jardim. Então, continue a leitura e fique por dentro dos fatores fundamentais para comprar a mangueira ideal!

Quais são os tipos de mangueira de jardim mais utilizados de acordo com o material?

A diferença das mangueiras de jardim tem a ver com os materiais utilizados para sua fabricação. No momento da escolha, também é preciso levar em conta para que ela será utilizada, optando por produtos que venham suprir o objetivo de uso, seja ela resistência, custo-benefício, tamanho ou pressão.

E não só isso, há variados modelos encontrados no mercado, sendo eles:

  • Mangueira de Jardim transpirante: sua irrigação é feito por meio de gotejamento ou transpiração;
  • Mangueira de jardim antitorção: voltado especialmente para que a mangueira não enrole, é confeccionada em várias camadas;
  • Mangueira de jardim tradicional: a mais comum entre elas, possui boa eficiência e é o modelo mais utilizado em residências;
  • Mangueira de jardim expansível: ela é compacta quando enrolada, porém com um ótimo cumprimento quando esticada;
  • Mangueira de jardim helicoidal: possui um formato helicoidal, isto é, em mola.

Essas alternativas estão disponíveis em diversos tipos de materiais, que pode te ajudar no momento de lavar a área, aguar as plantas e higienizar o carro – e é sobre eles que iremos abordar agora!

Confira agora quais são elas:

Mangueira de PVC

A fabricação desse tipo de mangueira é feita a partir de derivados do plástico. O PVC agrega bastante versatilidade ao produto, que pode ser utilizado em grandes áreas a partir de um ótimo controle de pressão. Outro fato positivo é a oportunidade de encontrar as mangueiras de PVC em diversos modelos e tonalidades.

Mangueira em Silicone

Comumente usadas em indústrias, elas são versáteis e altamente resistentes. As mangueiras de silicone apresentam boa maleabilidade, mas não aguentam muita pressão. Agora, se você deseja um item que suporta altas temperaturas, sem dúvidas é uma alternativa que irá te surpreender.

Mangueira de Borracha

Seu uso em áreas externas de casas é recorrente, mesmo que seja uma opção difícil de enrolar. Isso porque sua durabilidade e resistência são quase que incomparáveis, sem contar na possibilidade de limpar ambientes a partir de um jato preciso, com ótimo controle de pressão.

Mangueira em Plástico

As mangueiras de plástico, apesar de mais baratas, não possuem alta resistência a fatores climáticos, como chuva, sol, altas e baixas temperaturas. O plástico é mais rígido se comparado aos outros materiais e, devido a isso, quebram com facilidade e não suportam temperaturas elevadas.

Mangueira em Nylon

As mangueiras feitas em nylon apresentam uma flexibilidade considerável. Porém, é necessário ressaltar que são alternativas que contam com baixa resistência, não suportam pressão intensa e as altas temperaturas. Então, leve esses pontos em consideração na hora de realizar sua escolha.

Como escolher a melhor mangueira de jardim?

A melhor mangueira de jardim é aquela que se adequa a sua necessidade. Há diferentes opções no mercado, e você tem total liberdade de optar por aquele que mais se enquadra em seu ambiente.

Para escolher uma alternativa que te agrade, é necessário verificar quatro fatores principais: pressão, tamanho, diâmetro e peso. Essas características devem estar atreladas com a forma que esse produto vai ser usado, assim como o local de destino. Vamos entender mais?

Pressão

A pressão faz referência ao alcance e força com que a água sai da mangueira. Normalmente, esse é um dado que pode ser analisado na hora da compra de acordo com o BAR (bares), PSI (pound force per square inch) e LBS (libra). Em áreas maiores, o indicado é escolher por uma pressão mais elevada.

Dimensão

Para escolher o tamanho da mangueira é simples, é preciso levar em conta as dimensões do local em que vai ser usado o produto. Se for maior, opte por opções maiores que irão atender às grandes proporções. Agora, se for menor, itens mais curtos são suficientes.

Diâmetro

O diâmetro também precisa ser levado em conta já que, dependendo da torneira, as medidas precisam ser alteradas. Para acertar em cheio, você deve medir com precisão a distância do registro no que tange ao jardim ou local que necessita de limpeza.

Peso

Já o peso influencia no momento do manuseio, ou seja, em sua flexibilidade. Sem contar que a resistência também está ligada a esse fator. Em residências e no comércio, o mais indicado são opções mais leves e que não dobram.

Aliás, para evitar que o produto dobre ou fique exposto à chuva e sol, alguns acessórios para mangueiras adquiridos à parte podem garantir mais durabilidade e facilidade no uso. Um ótimo exemplo de acessórios que não podem faltar são engate rápido, emenda e irrigador.

Como conservar uma mangueira de jardim

A conservação se faz necessária para que a mangueira adquirida funcione por um longo período. Desse modo, é necessário ter alguns cuidados especiais na hora de utilizá-la e guardá-la. Alguns deles são:

  1. Não force a mangueira para que ela alcance lugares além do calculado;
  2. Utilize esguichos, não aperte sua extremidade;
  3. Guarde em locais secos e longe da exposição do sol;
  4. Não a deixe torcida ou dobrada, enrole-a.

Siga essas instruções, e o produto irá te acompanhar por um bom tempo sem danos de acordo com a vida útil estipulada pelo fabricante. Assim, é possível evitar a proliferação de fungos e bactérias, bem como a quebra do material que levará a perda do produto.

Agora que você já sabe escolher o tipo de mangueira ideal, basta procurar o modelo que melhor se adeque ao ambiente. Assim será muito mais fácil adquirir um produto durável e que realmente atenda o que você precisa, concorda?

Ah, e já que estamos falando sobre facilidades domésticas, que tal dar um pulo em nosso conteúdo sobre como fazer instalação adequada de ventilador de teto e ficar por dentro de nosso passo a passo fácil? Corre lá e aprenda com nosso time de especialistas!

Por hoje é só, até o próximo post!

Casa do Soldador

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços e personalizar nossa publicidade. Ao prosseguir navegando, você aceita esta política de monitoramento. Para mais informações, consulte nossa Política de Privacidade