Ferramentas de Marceneiro: Um Checklist Casa do Soldador!

Ferramentas de Marceneiro: Um Checklist Casa do Soldador!

A marcenaria é um processo delicado e, por vezes, até artístico. Muitos se aventuram nesse campo para fazer uma renda extra ou mesmo encontrar um novo hobby. Seja qual for suas intenções, é essencial ter uma lista completa de ferramentas voltadas para o marceneiro na hora de montar o espaço de trabalho.

Pensando em facilitar sua entrada no ramo, a Casa do Soldador preparou as principais ferramentas de marcenaria – tanto manuais quanto elétricas! Já trabalha na área? Continue a leitura e confira se seu kit está realmente completo. Vamos lá!

Ferramentas manuais básicas de marcenaria: conheça 10

As ferramentas manuais para marcenaria acompanham o ser humano há milhares de anos. Vale lembrar que o conceito desse trabalho é diferente da carpintaria, que consiste em uma produção mais industrial e focada na madeira bruta. O marceneiro realiza uma produção detalhada e que exige um ambiente com ferramentas bem organizadas. Vale ler nosso post sobre!

Tais equipamentos são numerosos e podem confundir a cabeça dos iniciantes. Mas fique tranquilo(a) que separamos aqueles que não podem faltar em sua bancada de trabalho. Então já pegue papel e caneta para conferir na sequência.

Martelo e madeira em cima de uma superfície

1- Malho de madeira

Também conhecido como maço de madeira, o malho não deve ser confundido com um martelo comum. Ele é feito nesse material para proporcionar ainda mais eficiência em processos delicados, como o entalho. Também pode ser aplicado em pequenos encaixes e fixações de peças.

O som que as batidas do malho geram com certeza vão deixar seu trabalho ainda mais divertido e leve, nada de pancadas barulhentas! Inclusive, você pode produzir seu próprio malho de madeira. Encontre ótimas opções no mercado e agilize o processo.

Malho de madeira em um fundo branco

2- Réguas de aço

A régua não poderia faltar nessa lista. Ela é indispensável para medições precisas e deve oferecer ótima durabilidade. Por esse motivo, os modelos em aço são os mais indicados para a marcenaria. A dica da Casa do Soldador é optar por uma régua com pouco brilho, já que o reflexo da luz pode atrapalhar as marcações. Tenha diferentes tamanhos para uma maior eficiência!

Homem medindo um pedaço de madeira com uma régua de aço

3- Graminho

O graminho é mais uma daquelas ferramentas que você poderá produzir quando estiver afiado na arte da marcenaria. Por enquanto, procure uma boa opção e facilite suas marcações no dia a dia. Assim como a régua, essa ferramenta manual é indispensável em sua oficina.

Isso porque, além de agilizar as marcações, o graminho também possui um riscador de aço que cria sulcos na peça. Dessa forma, você não fica frustrado tentando acertar o formão quando for começar a entalhar. Inclusive, já vamos falar dessa ferramenta tão querida logo na sequência.

Graminho vermelho em um fundo branco

4- Formões

Os formões são um daqueles itens que estão presentes nas gravuras mais antigas que retratam o trabalho com madeira. Já dá para perceber o quanto ele é importante. Você não precisa necessariamente comprar o jogo com dezenas de opções logo no início. As medidas com 6, 12 e 18 mm já vão abarcar grande parte dos trabalhos na marcenaria.

Escolha uma marca que ofereça ótima qualidade tanto na parte afiável quanto no cabo. Lembre-se de realizar a afiação desse item regularmente para aproveitar toda a eficiência da peça em seus trabalhos. Aumente suas opções de formão de acordo com suas necessidades.

Formões em cima de uma superfície de madeira

5- Trena

Voltando novamente nos artigos para medição. A trena é uma daquelas ferramentas que podemos encontrar em casa. Mas lembre-se de observar se o modelo possui qualidade e precisão nas marcações. O tamanho de 3 metros já é ideal para os trabalhos de um marceneiro. As trenas apenas com marcação em milímetros também são indicadas, pois facilitam a leitura.

Homem medindo um pedaço de madeira com uma trena

6- Esquadros

Materiais como alumínio e latão são ótimos para essa peça, mas o aço inox continua sendo o mais indicado. O esquadro é uma ferramenta muito presente tanto na carpintaria quanto na marcenaria. Em cada uma dessas frentes ele possui características específicas que garantem precisão no serviço.

O esquadro de carpintaria é muito utilizado na medição de ângulos e pode oferecer diferentes metrificações. Um modelo básico e que demarque 45 e 90 graus já é suficiente para quem está começando. A opção de esquadro japonês é a mais indicada para traçados. Procure uma marca de confiança para ter certeza de que os ângulos não estão errados!

Homem utilizando um esquadro em uma tábua de madeira

7- Serras

As serras manuais estão aí para as mais diversas aplicações na marcenaria. Levar uma boa opção para sua casa ou oficina vai te poupar muita dor de cabeça futura. Os modelos japoneses são os mais queridos pelos marceneiros. Isso porque sua facilidade no uso faz parecer que você está cortando uma espuma e não um pedaço de madeira maciça.

Como o sentido do corte nessas serras é diferente – acontecendo quando puxamos e não quando empurramos – tanto a chance da lâmina torcer quanto o tempo de trabalho diminuem drasticamente. No caso de optar pelos modelos ocidentais, o serrote de carpinteiro e o serrote de costa são dois que não podem faltar em sua oficina. Veja ainda outras opções possíveis:

Homem utilizando uma serra para cortar um pedaço de tábua

  • Serra de painéis;
  • Serrote;
  • Serra de corte transversal;
  • Serra oscilante
  • Serra de enfrentamento;
  • Serra para bambu.

8- Plaina

Depois de utilizar alguma das ferramentas citadas anteriormente, talvez seja preciso retirar as marcas do serviço. As plainas chegam para cumprir essa missão e, como você já deve imaginar, os modelos japoneses continuam entre as melhores escolhas para a oficina.

Outros serviços como alinhamentos e desbastes também ficam mais fáceis com uma boa plaina, trabalhos em chanfros e tábuas são alguns exemplos. As opções disponíveis no mercado são muitas e necessitam de cuidado na escolha. Procure um modelo fácil de manusear, com ajuste interessante e boa afiação!

Pessoa utilizando uma plaina em uma tábua de madeira

9- Riscadores e grampos

Algumas madeiras podem dificultar a marcação com lápis por serem mais escuras, daí a necessidade de um bom riscador na vida do marceneiro. Além disso, a ferramenta não deixa resíduos de grafite na peça que será cortada e ainda facilita a furação da madeira. Utilize um riscador bem afiado e faça uma espécie de “pré-furo”.

O grampo é mais um item pequeno, mas que pode fazer a diferença em seus trabalhos como marceneiro. Ele ajuda na fixação das partes no momento de corte, marcação e aplicação da cola. A quantidade de grampos em uma oficina parece nunca ser suficiente, o que se deve a utilidade expressiva do item!

Você pode optar tanto pelo grampo tipo C – também conhecido como sargento – quanto por um modelo com aperto rápido. O primeiro oferece ótimo custo-benefício, já o segundo possibilita a aplicação rápida e com apenas uma mão. Tais qualidades fazem valer o investimento.

Riscadores e grampos em um pedaço de madeira

Ferramentas elétricas para marceneiro: facilite seu trabalho!

As aplicações com a madeira sempre foram essenciais em nosso meio. Por isso, também desenvolvemos ferramentas elétricas que agilizam muito alguns processos na marcenaria. Se você deseja dar um passo adiante em suas produções, confira algumas opções de ferramentas elétricas para os marceneiros:

Pessoa com EPIs utilizando uma ferramenta elétrica em um pedaço de tábua

Lixadeira

Os acabamentos em móveis e outras peças de madeira ficam ainda mais rápidos e interessantes com a lixadeira elétrica. Os modelos disponíveis incluem as mais diferentes situações na vida do marceneiro. Fica até difícil encontrar a lixadeira certa para o trabalho com madeira. Por isso, preparamos um post exclusivo sobre a temática! Confira aqui mesmo no blog.

Homem utilizando uma lixadeira na cor amarela

Parafusadeira

A parafusadeira também é mais uma ferramenta elétrica que pode ser encontrada facilmente nas oficinas de marcenaria. Ganhe mais tempo em suas montagens com esse equipamento, que inclusive pode acompanhar a função de furadeira. Os modelos com bateria são ideais para quem vai montar o móvel na casa do cliente e não quer sofrer com a busca por tomadas compatíveis.

Pessoa utilizando uma parafusadeira em um pedaço de madeira

Tupia

Para fechar nossa lista, não poderíamos deixar de citar a tupia. Uma ferramenta que oferece várias funções e também pode impactar positivamente no acabamento dos trabalhos em madeira. Ela pode ser definida como uma ferramenta de precisão, com um eixo central que roda em velocidades altíssimas.

Homem concentrado utilizando uma tupia em um pedaço de madeira

Interessante, né? Acesse nosso post sobre os tipos de tupias e confira todas as funções em detalhes. Assim você faz uma escolha assertiva e garante ainda mais qualidade em suas produções, seja em hobbies ou trabalhos para comercialização.

Gostou do post? Agora você já sabe o que não pode faltar em sua marcenaria! Continue acompanhando o blog da Casa do Soldador para conferir muitos outros conteúdos como esses. Estamos sempre trazendo dicas e informações que te ajudarão a utilizar suas ferramentas com o máximo de segurança e eficiência.

Até a próxima!

Casa do Soldador

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nós utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar sua experiência em nossos serviços e personalizar nossa publicidade. Ao prosseguir navegando, você aceita esta política de monitoramento. Para mais informações, consulte nossa Política de Privacidade